quarta-feira, 25 de maio de 2022

Alegria - parte 1

Vivemos em meio a uma avalanche de notícias ruins parecendo não termos uma saída ou escape.

A questão inicial está na nossa motivação. Se a nossa motivação depende das notícias ruins que nos chegam, não teremos entusiasmo e alegria para o que desejamos. Fecharmos os olhos a realidade que vivemos é a solução? Não. A realidade existe, mas depende de como a percebemos e a enfrentamos.

Se ficar parado nada irá acontecer. Se seguir no ritmo normal como a maioria faz, permanecerá no mesmo lugar. Se não tomar cuidado descerá. 

Temos condições plenas de termos uma vida com bem estar real. Digo real porque não se trata de algo passageiro. Não devemos nos iludir, pensamentos com objetivo de nos paralisar para que que não haja disposição para melhorar virão. 

O teste é nos perguntarmos se os sentimentos que temos nos conduzirão a que? Daí partirmos para a solução. Mudar o foco do pensamento, iniciando para nos acalmarmos por oito respirações lentas e profundas somente pelo nariz, mantendo a boca fechada, concentrando na inspiração e expiração. 

A conexão com a Luz Infinita nos proporcionará bem estar e por consequência alegria (שמחה simháh). O estado de alegria não deve ser confundido com frivolidade ou comodismo.

-Continua no próximo artigo.

quinta-feira, 24 de março de 2022

Os 32 Caminhos Místicos de Sabedoria

Os 32 caminhos místicos de Sabedoria é citado no início do Sêfer Yetsiráh. Antes do surgimento do Universo não temos pluralidade.  A pluralidade entra com o surgimento do Universo.

Os primeiros elementos de pluralidade são as Sefirot. Os números não podem ser definidos até que haja algum elemento de pluralidade. Foram as Sefirot que definiram os números e por consequência o conceito de quantidade em geral. 

O Sêfer Yetsiráh nos diz 32 caminhos místicos de Sabedoria O termo místicos é פליאות peliyot que tem em sua raíz o significado de estar oculto e separado do mundo.

32 caminhos de Sabedoria tem seu paralelo no nosso sistema nervoso. 31 caminhos correspondem aos 31 nervos que partem da medula da espinha e o trigésimo segundo (32) corresponde a todo complexo de nervos craniais.

O número 32 no  hebraico é לב que se lê Lêv, palavra que significa coração. É o coração que porporciona força vital ao cérebro e ao sistema nervoso. 

Os 32 caminhos consistem nas dez Sefirôt e as 22 letras hebraicas. Cada Sefiráh é uma emanação que representa uma forma de energia.

Um exemplo prático é: Sistema Nervoso Central cujas funções são experiência, reação, expressão dos princípios vitais. Na Árvore das Vidas temos Keter que no corpo humano é a energia vital. Chochmáh hemisfério esquerdo do cérebro. Bináh é o hemisfério direito do cérebro. Daí inicia-se cinco caminhos na Árvore das Vidas. Assim segue no Sistema Endócrino, Cardiovascular e Respiratório e etc. Além desta parte teórica temos a prática meditativa relativa a este tema.

quinta-feira, 17 de março de 2022

A Menoráh e seu significado.

 

Menoráh que também é chamada de Candelabro. Era feita de ouro com sete braços, cheios com óleo de oliva que eram mantidos acesos constantemente no Templo de Jerusalém (בית המקדש) Beit Hamikdash, colocada no lado sul do Templo, que simbolizava a sabedoria e presença divina e a Toráh comparada à Luz.

Os sete braços significam as sete Sefirot como se observa na figura acima, isto revela a associação com a Árvore das Vidas.   A sefiráh Tiferet recebe a Luz Infinita e assim distribui para as outras Sefirot.

O Cabalista e Rabino Joseph ben Abraham Gikatilla (século XIII) interpretava como símbolo dos sete planetas. Ele dizia que os braços com as velas são análogas aos sete planetas.

As Emanações Divinas (Sefirot) simbolizadas pelos sete braços quando chegam em Malchut assumem a forma de compartilhar. Há condições para que estas Emanações trabalhem o ego no sentido de compartilhar, de não ter egoísmo, e assim formar um vaso que atrai a Luz. O nosso problema é que estamos familiarizados com o caos. 

A Menoráh nos ensina que se deve ter unidade na conexão. Para isto é necessário remover de nós tudo o que nos divide. O objetivo é criar a harmonia no nosso interior.